“Dia da Mulher Negra da Associação Apadrinhe um Sorriso”

25 de Julho é o Dia Internacional da Mulher Negra, Latino-Americana e Caribenha é um marco de reflexão e de luta sobre as condições de vida das mulheres negras triplamente atingidas pelo entrelaçamento do racismo, e do machismo! Nossa população tem a saúde mental altamente mutilada e isso causa danos diários na nossa vivência.
De acordo com dados da Organização das Nações Unidas (ONU), dos 25 países com os maiores índices de feminicídio do mundo, 15 ficam na América Latina e no Caribe. Em um contexto de tanta violência, as mulheres negras são as maiores vítimas de violência obstétrica, abuso sexual e homicídio – de acordo com o Mapa da Violência 2016, os homicídios de mulheres negras aumentaram 54% em dez anos no Brasil, passando de 1.864, em 2003, para 2.875, em 2013.
Segundo o Atlas da Violência de 2019 (Ipea), 66% do total de mulheres assassinadas no ano de 2017 eram negras.
Barradas dos meios de comunicação, dos cargos de chefia e do governo, elas frequentemente não se vêem representadas nem nos movimentos feministas de seus países. Isso porque a desigualdade entre mulheres brancas e negras é grande: no Brasil, mulheres brancas recebem 70% a mais do que negras, segundo a pesquisa Mulheres e Trabalho, do IPEA, publicada em 2016.
Neste dia tão importante, o Apadrinhe Um Sorriso reafirma o propósito de fortalecer às mulheres negras e reforçar seus laços, trazendo maior visibilidade para sua luta e pressionando o poder público.
Sigamos juntas na luta!✊🏾🌻💗

A Associação Apadrinhe um Sorriso promoveu pelo quarto ano um dia voltado para a reflexão desse dia de conquistas, lutas, sonhos, risos e dores de nós mulheres negras que fazemos parte da Roda de Mulheres da Associação Apadrinhe um Sorriso. Das 64 mulheres participantes 62 são mulheres negras e moradoras da favela do Parque das Missões em Duque de Caxias.
Assim, contaremos com a presença de Moradores, Defensores de Direitos Humanos, Ativistas Culturais, Estudantes e todos aqueles que acreditam e lutam por uma sociedade mais justa e igualitária.
Segue a Programação:

9:30h – Café
10:00h – Abertura e Roda de Conversa “Gênero, Raça e Periferia”

12:00h – Intervalo para Almoço

13:00h – Oficina Feminicidade : Elaboração de Propostas Coletivas de Intervenção nestes territórios com lambes

14:00 – Apresentação das Propostas Coletivas.

14:30h – Intervenção Cultural
15:00h – Roda de Conversa “Afetividade e auto cuidado”
17:00h – Encerramento com o espetáculo “Essas mina é monstra, chegou no baile, derrubou e tá pronta”

 

 

Dia da Mulher Negra Apadrinhe um Sorriso

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *